Pai-coruja e assassino frio: diário perdido revela rotina de líder nazista




Heinrich Himmler foi um dos maiores líderes do Partido Nazi durante a Segunda Guerra Mundial e manteve um relato em que alternava atenção à filha e crueldade contra os judeus

O mais famoso relato dos horrores nazistas é o “Diário de Anne Frank”, que, sob a ótica de uma adolescente, mostra atrocidades cometidas na Alemanha nazista. Agora, outro diário promete mexer ainda mais nas feridas da Segunda Guerra Mundial: cerca de mil páginas do diário de Heinrich Himmler, um dos chefões do nazismo, foram descobertas depois de 70 anos.

Algumas páginas já tinham sido descobertas anteriormente, mas o novo achado traz uma nova ideia de como era viver durante um dos períodos mais terríveis da humanidade. O jornal Bild, da Alemanha, está publicando o diário de um dos líderes do Partido Nazi. Histórias de jantares e telefonemas para a filha são tão corriqueiros quanto a ordem de um assassinato em massa, nos escritos de Himmler.

Leia mais…

…[+]

Leia o post original e completo em: MegaCurioso